20 de jun de 2011

COMER DOCES TAMBÉM É NECESSIDADE FÍSICA

08/06/2011 10h33 - Atualizado em 09/06/2011 15h17
Vontade por doces não é só tentação, mas necessidade física, diz médico

Bem Estar desta quarta-feira (8) convidou o ginecologista José Bento.
Preparador José Rubens D'Elia passou exercícios para queimar calorias.


Do G1, em São Paulo

A vontade de comer doces não é apenas uma tenta

A vontade de comer doces não é apenas uma tentação: tem uma explicação fisiológica. O açúcar é o alimento dos neurônios, as células cerebrais. E, para se manter vivo, o corpo humano precisa dessa substância.

Após 5 minutos sem glicose, uma pessoa morre. E a fraqueza pode ser um sinal de alerta. Para explicar que o desejo por doces é mais do que gula, mas uma necessidade, o Bem Estar desta quarta-feira (8) convidou o ginecologista José Bento.

Segundo o médico, 60% da dieta deve ser composta por carboidratos, que podem ser sob a forma de frutas, doces ou pães e massas. A cada década, o metabolismo de cada indivíduo cai cerca de 5%, o que faz com que haja ganho de peso. Por isso, no estúdio, o preparador físico e consultor José Rubens D'Elia passou uma série de exercícios para queimar as calorias adquiridas.
.
Glicose (Foto: Arte/G1)
A atividade física melhora o condicionamento das células preguiçosas e acelera a absorção do açúcar. Além disso, quanto menos doce comemos, menos ficamos viciados. Para mudar esse hábito, porém, pode-se levar até três meses. Para se ter uma ideia, uma colher de chá tem quase 100 calorias.
Muitas vezes, a glicose dá uma sensação de prazer e felicidade, além de funcionar como uma defesa contra o estresse. Isso ocorre porque ela mexe com neurotransmissores, como a dopamina e a serotonina, ligados a esses sentimentos. Tanto o açúcar dos doces quanto o dos carboidratos (como massas, pães e biscoitos) tem esse efeito – a diferença é que o primeiro chega à corrente sanguínea muito mais rápido.
Depois do almoço ou jantar, a vontade de comer doces cresce porque os alimentos mais pesados demoram a ser processados, e o corpo continua com fome. A lembrança ou a visualização de algo gostoso aumenta ainda mais esse desejo. Uma dica é ingerir uma fruta pouco antes das refeições.
Quando caem no sangue, os doces produzem um pico de insulina. E logo vem aquela sensação de energia, mas em pouco tempo a fome volta. Nessa hora, se a pessoa não tomar cuidado, pega mais um bombom ou algo do gênero. E é assim que o pâncreas se acostuma a produzir altos níveis de insulina.
A resistência a esse hormônio, no caso de obesos e diabéticos, eleva a vontade por doces porque as células não recebem glicose, que fica retida no sangue, e portanto continuam "famintas". Além disso, no frio, o corpo produz mais calor e gasta mais energia, motivo pelo qual o apetite por doces e gorduras sobe.
Pensando Leve

Pensando Leve
A manicure Alexandra Silvério, de 35 anos, continua no desafio de perder peso e mudar de hábitos. Ela conta com sua força de vontade e a ajuda de um médico incentivador, o nutrólogo Eric Slywitch.

Alexandra tem 1,65 m e está pesando 135 quilos: já perdeu cinco. Mas ainda faltam outros 67 para chegar ao patamar ideal. Os exames dela apontam falta de vitamina B12, importante para os neurônios. A taxa de ácido fólico também está baixa, o que pode prejudicar a formação de células novas. Outro risco que a manicure corre é pelo excesso de plaquetas no sangue, que podem entupir os vasos e causar uma trombose.

Aos poucos, Alexandra começa a comer arroz integral, folhas verdes cruas e legumes refogados. Em decorrência de pedras na vesícula, o médico recomenda que a paciente acrescente um pouco mais de gordura boa à alimentação, como a do azeite de oliva, um óleo vegetal.

Quando a vontade por doces bate, a manicure faz uma gelatina ou pudim diet de caixinha. Mas o nutrólogo recomenda produtos mais naturais e frutas. Cinco porções por dia são o ideal para reacostumar o corpo a um açúcar saudável. No blog Pensando Leve, Alexandra conta como resistiu a um bolo floresta negra.

Para enganar a fome por doces, o nutrólogo Eric Slywitch sugere duas receitas gostosas e menos calóricas:

Calda de ameixa com passas
 Ingredientes
4 ameixas pretas desidratadas sem caroço (30 gramas)
3 colheres de sopa de uva passa
1 colher de sopa de fécula de batata
2 bananas
Água
Modo de preparo
Coloque, em uma xícara de 200 ml, as ameixas pretas lavadas e a uva passa. Adicionar água até encher a xícara. Deixe de molho da noite para o dia, para hidratar as frutas secas. Ponha todo esse conteúdo no liquidificador e adicione 1 colher de sopa de fécula de batata. Bata bastante.
Coloque essa mistura em uma panela e leve ao fogo. Ao começar a ferver, reduza a chama do fogo ao mínimo e deixe cozinhar por 10 a 15 minutos, sempre mexendo com uma colher de pau.
Descasque as bananas, corte-as em rodelas, e leve-as ao forno por 15 a 20 minutos. Após retirar as frutas, coloque a calda por cima.
Serve 2 pessoas e também pode ser consumida com frutas secas.
Calorias totais: 372 kcal ou 186 kcal por pessoa.
Calda de cacau com açúcar mascavo
Ingredientes
1 colher de sopa de cacau em pó (puro)
2 colheres de sopa de açúcar mascavo
1/2 xícara de água (ou chá de erva cidreira ou erva doce)
1 banana
Modo de preparo
Leve todos os ingredientes ao fogo, em uma panela pequena. Cozinhe até virar uma cada (poucos minutos). Descasque a banana, corte-a em rodelas, e leve-a ao forno por 15 a 20 minutos. Após retirar a banana, coloque a calda por cima.
Serve 1 pessoa e também pode ser consumida com frutas secas.
Calorias totais: 186 kcal.
Caso a vontade não passe, saiba qual o valor calórico de cada doce:*
1 trufa: 89 kcal
1 maria mole pequena: 165 kcal
1 brigadeiro: 96 kcal
1 cajuzinho: 102 kcal
1 quindim (80 g): 314 kcal
1 pé de moleque (20 g): 46 kcal
1 sonho (85 g): 573 kcal
1 porção de arroz doce (100 g): 164 kcal
1 porção de canjica (200g): 226 kcal
1 banana passa: 15 kcal
1 bomba de chocolate: 187 kcal
1 colher de sopa de cobertura de chocolate:128 kcal
1 fatia de doce de leite (50 g): 158 kcal
1 taça de musse de chocolate (150 g): 333 kcal
1 paçoca (30 g): 114 kcal
1 pamonha: 135 kcal
1 rapadura (50 g): 84 kcal
1 suspiro pequeno (10g): 37 kcal
* Fonte: Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Nenhum comentário:

Postar um comentário