15 de mai de 2011

DIET OU LIGHT?

Diet ou light?
Os alimentos diet e light podem ser aliados da boa forma — ou vilões. Para que seu regime não derrape, conheça as armadilhas escondidas no rótulo desses produtos
Por Marjorie Zoppei e Carolina Cardoso // Ilustrações F. Scomazzon
 
 
 
 
 
 
Há contraindicações para o consumo desses alimentos?
Laticínios semidesnatados são contraindicados para crianças e adolescentes. De acordo com a presidente da Associação Gaúcha de Nutrição, a nutricionista Jacira Conceição dos Santos, nos semidesnatados são retiradas partes das vitaminas lipossolúveis que o leite integral contém, como as vitaminas A, E e D, indispensáveis para a fixação do cálcio nos ossos da moçada em fase de crescimento. Pelo mesmo motivo, recomenda-se que adultos com risco de desenvolver osteoporose consumam laticínios integrais.
Refrigerante zero é light ou diet?
Nos últimos anos, as indústrias de bebidas alteraram o rótulo dos refrigerantes, trocando o termo “diet” pelo “light”. A Coca-Cola Light, por exemplo, é a antiga Coca-Cola Diet. Como o açúcar continua eliminado da fórmula, a bebida ainda pode ser considerada dietética. A confusão dos consumidores ficou ainda maior com a chegada da variedade Zero. Sua receita é quase idêntica à da light e também livre de açúcar — o que muda é a combinação dos adoçantes. Mesmo assim, trata-se de dois produtos direcionados para públicos diferentes (aqueles que têm restrição alimentar ou querem apenas economizar na caloria).
Alimento diet, com isenção de açúcar, é indicado somente para diabéticos?
Eles não são tão vantajosos para quem não sofre da doença, mesmo que em alguns casos auxiliem na redução de peso. Isso porque, para compensar a retirada completa do açúcar sem prejuízo do sabor, acrescentam-se à fórmula ingredientes como sódio. Além disso, outro adoçante corriqueiro nessas fórmulas é o sorbitol, derivado da glicose e da frutose, bastante calórico. “Em excesso, a ingestão do sorbitol causa diarreia. Por essa razão, só deve ser consumido sob orientação de um profissional”, explica Patricia.
Quem tem colesterol alto deve comer alimento light?
Nesse caso, recomenda-se o consumo de alimentos light com redução de gordura saturada e com teor zero de gordura trans — a exemplo dos laticínios desnatados. Outra opção é a substituição de alimentos ricos em gordura saturada, como o óleo de soja, sorvete ou comida congelada, por gorduras consideradas de boa qualidade, como as do tipo monoinsaturada encontradas no azeite, abacate e castanhas.
Grávidas e crianças podem consumir produtos light e diet?
Adoçantes como aspartame, sacarina, sucralose, ciclamato e sorbitol, que para alguns ainda são vistos como vilões, já começam a ter defensores. “Pesquisas recentes indicaram que, para fazer mal a uma grávida, esses produtos precisam ser consumidos em doses exageradas, como um vidro por dia”, argumenta a nutricionista Cynthia Antonaccio, especialista em comportamento alimentar e diretora da Equilibrium Consultoria e Nutrição, em São Paulo. Para não colocar suas pacientes em risco, as especialistas sugerem alimentos à base de sucralose, único adoçante artificial derivado do açúcar, com menor quantidade de aditivos químicos. Para as crianças, as versões light e diet são recomendas apenas em caso de diabetes ou obesidade. Os pequenos que ingerem esses produtos desordenadamente podem sofrer com disfunção no rim ou no fígado, por exemplo, por causa dos resíduos tóxicos dos adoçantes artificiais. Uma boa saída, segundo Daniela Jobst, é substituir o açúcar refinado pelo mascavo ou o mel.
Há contraindicações para o consumo desses alimentos?
Laticínios semidesnatados são contraindicados para crianças e adolescentes. De acordo com a presidente da Associação Gaúcha de Nutrição, a nutricionista Jacira Conceição dos Santos, nos semidesnatados são retiradas partes das vitaminas lipossolúveis que o leite integral contém, como as vitaminas A, E e D, indispensáveis para a fixação do cálcio nos ossos da moçada em fase de crescimento. Pelo mesmo motivo, recomenda-se que adultos com risco de desenvolver osteoporose consumam laticínios integrais.

Refrigerante zero é light ou diet?
Nos últimos anos, as indústrias de bebidas alteraram o rótulo dos refrigerantes, trocando o termo “diet” pelo “light”. A Coca-Cola Light, por exemplo, é a antiga Coca-Cola Diet. Como o açúcar continua eliminado da fórmula, a bebida ainda pode ser considerada dietética. A confusão dos consumidores ficou ainda maior com a chegada da variedade Zero. Sua receita é quase idêntica à da light e também livre de açúcar — o que muda é a combinação dos adoçantes. Mesmo assim, trata-se de dois produtos direcionados para públicos diferentes (aqueles que têm restrição alimentar ou querem apenas economizar na caloria).

Alimento diet, com isenção de açúcar, é indicado somente para diabéticos?
Eles não são tão vantajosos para quem não sofre da doença, mesmo que em alguns casos auxiliem na redução de peso. Isso porque, para compensar a retirada completa do açúcar sem prejuízo do sabor, acrescentam-se à fórmula ingredientes como sódio. Além disso, outro adoçante corriqueiro nessas fórmulas é o sorbitol, derivado da glicose e da frutose, bastante calórico. “Em excesso, a ingestão do sorbitol causa diarreia. Por essa razão, só deve ser consumido sob orientação de um profissional”, explica Patricia

Quem tem colesterol alto deve comer alimento light?
Nesse caso, recomenda-se o consumo de alimentos light com redução de gordura saturada e com teor zero de gordura trans — a exemplo dos laticínios desnatados. Outra opção é a substituição de alimentos ricos em gordura saturada, como o óleo de soja, sorvete ou comida congelada, por gorduras consideradas de boa qualidade, como as do tipo monoinsaturada encontradas no azeite, abacate e castanhas.
Grávidas e crianças podem consumir produtos light e diet?
Adoçantes como aspartame, sacarina, sucralose, ciclamato e sorbitol, que para alguns ainda são vistos como vilões, já começam a ter defensores. “Pesquisas recentes indicaram que, para fazer mal a uma grávida, esses produtos precisam ser consumidos em doses exageradas, como um vidro por dia”, argumenta a nutricionista Cynthia Antonaccio, especialista em comportamento alimentar e diretora da Equilibrium Consultoria e Nutrição, em São Paulo. Para não colocar suas pacientes em risco, as especialistas sugerem alimentos à base de sucralose, único adoçante artificial derivado do açúcar, com menor quantidade de aditivos químicos. Para as crianças, as versões light e diet são recomendas apenas em caso de diabetes ou obesidade. Os pequenos que ingerem esses produtos desordenadamente podem sofrer com disfunção no rim ou no fígado, por exemplo, por causa dos resíduos tóxicos dos adoçantes artificiais. Uma boa saída, segundo Daniela Jobst, é substituir o açúcar refinado pelo mascavo ou o mel
Entre as gôndolasPerdida em meio a tantas opções diet e light no supermercado? Quatro nutricionistas recomendam os alimentos a seguir*
Pães e cereais
1| Vitta Natural Light 100% Integral Linhaça e Cenoura — NutrellaAlém da linhaça e da cenoura, leva farinha de trigo integral, que contém mais vitaminas, fibras, proteínas e minerais do grão. Cada fatia tem 36 calorias. Tel. 0800 7024626

2| Pão Light 100% Integral 12 Grãos — PullmanCom 49 calorias por fatia, contém semente de girassol, trigo, centeio, milho, gergelim, aveia, linhaça, quinoa, farelo de milho, soja e farinha de aveia. Tel. 0800 7024626

3| Barra de cereais Gergelim e Quinoa — LevittaContém aminoácidos essenciais, como lisina e metionina, que ajudam a potencializar a atividade cerebral e a manter a memória ativa. Possui 37 calorias. Tel. 0800 6441866

4| Barra de cereais com soja sabor Brownie — Woman CareCom 95 calorias para cada porção de 25 g, fornece componentes essenciais como fibras, vitaminas e minerais. Fonte de lecitina de soja, ameniza os efeitos da TPM. Tel. 0800 7016966


* Vanessa Leite, nutricionista especializada em psicologia do emagrecimento, de Porto Alegre, Daniela Jobst, Patrícia Davidson e Cynthia Antonaccio.
Entre as gôndolasPerdida em meio a tantas opções diet e light no supermercado? Quatro nutricionistas recomendam os alimentos a seguir*
Biscoitos, sobremesas e achocolatado
5| Biscoito Combina com Seu Dia 3 Cereais — Nestlé
Com apenas 92 calorias por pacote de 126 g, tem 69% de redução da gordura saturada quando comparado ao biscoito de gergelim tradicional. Tel. 0800 7702457

6| Biscoito Magic Toast Light — Marilan
Fonte de fibra (0,9 g) e proteínas (2,8 g), cada porção de 30 g conta com apenas 86 calorias e zero de colesterol. Tel. 0800 116933

7| Cookie Diet Integral Sabor Banana — Vitao
Cada porção de 30 g é rica em fibra (3,2 g), zero em colesterol e tem redução de sódio (82 mg) e açúcares (0,6 g). Tel. 0800 7226510

8| Chocolate Talento Intense Nuts — Garoto
Possui 55% de cacau, rico antioxidante que livra seu corpo de radicais livres. Cada tablete de 25 g contém 133 calorias. Tel. 0800 559550

9| Bolo Americano Light com Nozes e Damasco — Fin’Arte
Com 130 calorias por fatia — 35% menos do que a versão tradicional —, contém apenas açúcar proveniente das frutas, sem aditivos químicos. Tel. (11) 3819 8192

10| Achocolatado Diet Gold — Gold Nutrition
O produto não leva sódio e colesterol na composição. Possui 35 calorias para cada 9 g. Tel. 0800 7016966.
Sucos
11| Suco de Uva — Aurora
Não tem adição de água, corantes, açúcar, adoçantes e corretivos químicos. É o primeiro suco a conseguir o selo da Sociedade Brasileira de Cardiologia. Tel. 0800 7014555

12| Suco de Pêssego Premium Light — Dafruta
Com 36 calorias para cada 200 ml, fornece 50 mg de vitamina C, mais de 110% da recomendação de consumo diário. Tel. 0800 0813022

13| Suco de Cranberry Light — Juxx
Em embalagem longa vida, cada 200 ml da bebida oferece 60 mg de vitamina C, 30% além da recomendação diária da OMS. Tel. (11) 4134 1600 Laticínios

14| Iogurte Natural Desnatado — Nestlé
Rico em probióticos, que ajudam a manter o intestino saudável, é boa fonte de proteínas (7,7 g) e conta com apenas 79 calorias por pote. Tel. 0800 7702457

15| Becel Pro.Activ Bebida Láctea — Unilever
Enriquecido com fitoesterois, promete reduzir o nível de colesterol do sangue em aproximadamente 10%. Tel. 0800 7079944

16| Leite Condensado Light Moça — Nestlé
Com 0% de gordura, possui 55 calorias para cada colher de sopa (20 g), 25% menos do que a versão normal. Tel. 0800 7702457

Congelado, refrigerado e itens para cozinhar
17| Atum Sólido Light — Gomes da Costa
Com 60 calorias para cada 100 g, o peixe é conservado em água, reduzindo a quantidade de gordura de 3,6 g para 1 g. Tel. 0800 7041954

18| Maionese Light — Hellmann’s
Cada colher (sopa) do produto contém 30 calorias, ante 40 da versão original. Não possui gordura trans. Tel. 0800 7079977

19| Creme Vegetal Becel Pro.Activ — Unilever
Possui 35% de gordura e 0% de gordura trans, com aprovação da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) e da Federação Mundial do Coração (WHF). Tel. 0800 7079944

20| Hambúrguer de Proteína Vegetal Vita Soja — Sadia
Cada unidade de 80 g fornece 3,7 g de fibra e 1,28 mg de ferro. Tel. 0800 7028800

21| Leite de Coco Light — Ducoco
Com baixíssimo teor de sódio (5,6 mg para cada 15 ml), tem zero de colesterol e apenas 13 calorias por porção Tel. 0800 139933

22| Sal Mais Minerais Light — Cisne
Tempero com redução de 50% do teor de sódio, é fonte de seis minerais essenciais: magnésio, zinco, selênio, iodo, potássio e cálcio. Tel. 0800 177667

23| Molho de Tomate Light com Manjericão — Sapori
Conta com a redução de 25% de calorias (24 cal) e sódio (191 mg) para cada porção de 60 g. Tel. 0800 7737799











 Fotos: Istockphoto (Modelo), Divulgação (Stills)
Fonte: Rvista Women'shalth.
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário