9 de mar de 2009

SAÚDE - DOR DE CABEÇA

O impacto da dor
Por Maurício Oliveira
Leve em consideração as dores de cabeça de qualquer tipo que você teve nos últimos três meses para responder as perguntas abaixo:

1. Quantos dias de trabalho ou estudo você perdeu em função de dores de cabeça?

2. Em quantos dias a sua produtividade no trabalho ou nos estudos caiu pela metade ou menos em função de dores de cabeça? (Exclua os dias citados na pergunta anterior)

3. Em quantos dias você deixou de realizar afazeres domésticos (arrumar a casa, compras, etc) em função das dores de cabeça?

4. Em quantos dias a sua produtividade nos afazeres domésticos caiu pela metade ou menos em função de dores de cabeça? (Exclua os dias citados na pergunta anterior)

5. Em quantos dias você deixou de participar de atividades sociais, familiares ou de lazer em função das dores de cabeça?


RESULTADO - some o número de dias apontados nas cinco respostas

De 0 a 5: incapacidade mínima ou ausente, sem necessidade de tratamento.
De 6 a 10: incapacidade moderada; é aconselhável consultar um médico.
De 11 a 20: incapacidade considerável; exige acompanhamento médico.
Mais de 20: incapacidade severa, com necessidade urgente de tratamento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário